Coisas do Amor - Tony Casanova.


Coisas-do-Amor
O amor tem lá seus mistérios, seus segredinhos guardados. Quem pode porventura desvendar as tramas de quem ama? E como tem gente que ama sem saber, outros amam sem querer, tem gente que ama ser ser amado. O amor é um labirinto sem saída, um misturar sem fim de emoções, é o doce que adoça a vida, o tum tum tum do palpitar dos corações. Hoje há quem diga que nunca mais amará, que não quer mais ser amado, mas o tempo passa e a solidão vai crescendo e quem está só vai morrendo, aos poucos desejando, o calor de uma paixão. O amor é o prato quente nos dias frios, a melhor água que se bebe, o melhor pão que se come e o melhor vinho que se pede. O amor é tudo e apesar dos seus mistérios, sem ele ninguém vive, não há quem dele se prive ou quem nunca tenha vivido, o prazer de se apaixonar. Mas é o medo que afasta a gente, medo de não ser feliz, de não ficar contente, de se enganar nesta vida. De tanto se escolher, acaba-se por descobrir que tem escolha mal escolhida. Há quem fuja de uma paixão como o diabo foge da cruz, gente triste e magoada, que não acredita em mais nada, só acredita em Jesus. Mas o amor não é só gostoso, é bicho ligeiro e tinhoso, vai nos pegando aos pouquinhos e lentamente que a gente nem sente, vem chagando de mansinho. E não é que quanto mais se foge dele mais perto ele fica de nós? Quem tenta não amar, tenta não se apaixonar, sabe bem que não vai conseguir resistir. Um dia o amor vai surgir e certamente te laçará, daquele jeitinho manhoso, aquele abraço gostoso e vai te fazer amar. Coisas do amor. Texto de Tony Casanova - Direitos Autorais Reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução ou divulgação de qualquer espécie ou em qualquer meio sem autorização expressa do autor sob pena de infração das Leis Brasileiras de Proteção aos Direitos Autorais. Copy Right 2014 By Tony Casanova - All Right Reserved.